Repórter da Rede Globo conversa com estudantes da FIB

O jornalista Carlos Dorneles conversou com cerca de 200 estudantes de jornalismo, encerrando o ciclo de palestra da I Semana de Comunicação da Faculdade Integrada da Bahia (FIB), que começou no dia 22 de abril. Neste sábado (26), ele proferiu a palestra Deus é inocente a imprensa, não, título do seu livro, que começou a escrever após o atentado do 11 de setembro.

O título Deus é inocente, foi sugerido a editora pelo próprio repórter como Dorneles gosta de ser tratado. É uma alusão a um trecho de um artigo do escritor José Saramago, ganhador do Prêmio Nobel de Literatura. A editora achava que teria que ter um subtítulo que especificasse o livro. Quando perguntado por que a imprensa não é inocente, Dorneles respondeu dizendo que: “a imprensa foi cúmplice após o 11 de setembro. Sabe-se lá onde esse acelerado do Bush, vai nos levar”, indaga-se. Acompanhe algumas perguntas feitas por estudantes presentes a palestra.

Sobre a utilização de novas tecnologia: “Os jornalistas se preocupam muito mais com as maravilhas tecnológicas, com a agilidade. Muitas vezes esses avanços tecnológicos só servem para as bobagens, que nós falamos sejam veiculadas com mais rapidez.”

A submissão da imprensa aos EUA: “Quando interessa ao governo americano, interessa a imprensa. Quando não interessa ao governo americano, não interessa a imprensa.”

Crime organizado: “O verdadeiro crime organizado acontece na zona Sul. Não há organização com quem usa uma sandália havaiana“.

A profissão: “Quer coisa mais fascinante que contar uma história.

O jornalista deve emitir opinião?Eu nunca achei que o meu sonho em fazer jornalismo fosse para dizer a minha verdade.

Sobre o jornalismo feito por Bóris Casoy: “Eu não acho que o repórter passa ser a testemunha da história.

Pontos positivo da mídia: “Fazer um trabalho que é muito bonito e te trazer a oportunidade de conversar com pessoas diferentes. Mas, não há coisa nenhuma que me orgulhe.

A entrada do capital estrangeiro nos meios de comunicação brasileiros: “Sou contra a entrada do capital estrangeiro.

Jornalismo “show”: “É aterrador. As manchetes dos jornais, são feitas através de pesquisas. Ai se o assunto interessa, será massacrado.

Siga-nos e curta nossas postagens:
20
Pin Share20

Rafael Veloso

Jornalista formado pelo Centro Universitário da Bahia - Estácio em 2009. É editor-chefe do site Rafael Veloso.com.br desde 2003. Atuou com produção de programas de TV e rádio, tem experiência com web jornalismo e há 11 anos trabalha com Assessoria de Comunicação Interna e Externa. E-mail: contato@rafaelveloso.com.br.