Baianos e turistas lotam as ruas do Rio Vermelho para saudar Iemanjá

“Dia dois de fevereiro é dia de festa no mar”, já cantava o saudoso Dorival Caymmi. Cerca de 400 mil pessoas, de acordo com estimativas da Polícia Militar, participaram nesta terça-feira (2) da última grande festa popular da Bahia, antes do Carnaval. As homenagens para Iemanjá começaram às 5h, com uma alvorada. Em seguida, fieis e turistas, que já ocupavam as principais ruas do Rio Vermelho, repetiram um ritual de mais de oito décadas e entregaram seus presentes para a “rainha do mar”.

No final da manhã, o cantor Márcio Victor da banda Psirico fez um “arrastão” pelas ruas do bairro. Pela primeira vez em 86 anos de devoção o presente principal para Iemanjá foi uma sereia negra, feita em fibra de vidro. Dentro da Colônia de Pesca Z-1 300 balaios foram usados para receber os presentes que foram levados para o mar no final desta tarde em 250 embarcações.

História – De acordo com a tradição, a festa em homenagem a Iemanjá ganhou impulso a partir de 1924, ano em que os pescadores enfrentaram uma crise generalizada. Para melhorar o desempenho no mar, eles fizeram uma promessa para Iemanjá.

Com informações do site UOL

Rafael Veloso

É editor do Site Rafael Veloso.com.br. Jornalista formado pelo Centro Universitário da Bahia – Estácio / FIB, em 2009. Tem experiência com produção de rádio e TV, passagem por veículos impressos e sites. Atua em assessoria de imprensa desde 2010.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *