O acervo de Mário Cravo Neto na exposição "Eternamente Agora"

Foto: Mário Cravo Neto (1988) / Divulgação

Foto: Mário Cravo Neto (1988) / Divulgação
“Deus da Cabeça”, de 1988, é uma das 33 fotografias de Mário Cravo Neto expostas

Eternamente Agora – Um Tributo a Mário Cravo Neto. Esse é o título da exposição em cartaz no Anexo do Palacete das Artes Rodin Bahia, em Salvador, que presta uma homenagem ao fotógrafo que retratou a Bahia e seus personagens, através de suas lentes.

A mostra, que tem curadoria do filho de Mário Cravo Neto, Christian Cravo, reúne 33 fotos coloridas e em preto e branco, de familiares e amigos de fotógrafo, além das fotografias Odé, Luciana e Deus da Cabeça, algumas de suas principais obras. A exposição conta ainda com as instalações O Ninho em Fiber-glass (1980) e Câmeras Queimadas (1978), que reproduz parte do ateliê do fotógrafo.

A maioria das obras de Eternamente Agora estava no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, onde foi exposta pela primeira vez após a morte de Cravo Neto, em agosto de 2009.

Serviço:

Evento: Exposição Eternamente Agora – Um Tributo a Mário Cravo Neto

Local: Palacete das Artes Rodin Bahia (Rua da Graça, 284, Graça)

Data: De terça a domingo (Até 06 de junho)

Horário: Das 10h às 18h

Ingresso: Gratuito

Rafael Veloso

É editor do Site Rafael Veloso.com.br. Jornalista formado pelo Centro Universitário da Bahia – Estácio / FIB, em 2009. Tem experiência com produção de rádio e TV, passagem por veículos impressos e sites. Atua em assessoria de imprensa desde 2010.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *