Broncas do Rafa – O tal "espetáculo da democracia" na eleição 2010

Foto: Marina Silva / Site Correio
Foto: Marina Silva / Site Correio
Flagra de boca de urna em frente ao Colégio Luiz Viana em Brotas, Salvador

Neste domingo (3), tive uma enorme vergonha de ser brasileiro, de ser baiano. Sai do bairro de Ondina, em Salvador, e fui de ônibus até a minha seção eleitoral no bairro da Caixa D’Água, na escola onde estudei a 7ª e 8ª séries. Pelo caminho, só se via propaganda política, faixas, bandeiras, cartazes, distribuição de santinhos, gente bêbada dançando ao som de pagode saído de estridentes malas de carros. Na porta da escola uma dupla de policias militares assistia a tudo inertes.

Era quase meio-dia, quando cheguei à seção. Na fila umas dez pessoas aguardavam para votar e uma senhora evangélica fazia “boca de urna” para Jesus. Essa mesma senhora, na hora de votar, esqueceu os números dos candidatos que, realmente, estavam concorrendo. Esse é o tal “espetáculo da democracia”. Gente fazendo nas urnas o que faz no vaso sanitário.

Rafael Veloso

É editor do Site Rafael Veloso.com.br. Jornalista formado pelo Centro Universitário da Bahia – Estácio / FIB, em 2009. Tem experiência com produção de rádio e TV, passagem por veículos impressos e sites. Atua em assessoria de imprensa desde 2010.

Um comentário em “Broncas do Rafa – O tal "espetáculo da democracia" na eleição 2010

  • 04/10/2010 em 07:46
    Permalink

    Nao tenha vergonha de ser baiano, porque o “espetáculo” que aconteceu no seu estado, com certeza aconteceu no resto do pais também. O povo brasileiro precisa ser educado para votar.
    Pelo menos os baianos sabem escolher seus representantes. Eu tenho vergonha de ser paulista. José Serra ganhou no Estado de São Paulo, Alckmin foi eleito governador e mais de 1 milhão de pessoas elegeram o Tiririca. Palhacada, ou não? Queria ter nascido baiana.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *