Personagens das canções de Dorival Caymmi são temas de livro

A publicação tem patrocínio da Braskem e foi impressa em Vitopaper, papel produzido a partir de plásticos reciclados pós-consumo, eternizando figuras como João Valentão, Gabriela e Rosa Morena

 marielson_alta-10-Foto_Angelo_Rosário_site

Caymmianos: Personagens das Canções de Dorival Caymmi. Esse é o título do segundo livro do escritor Marielson Carvalho, que será lançado nesta quinta-feira, dia 3 de dezembro, em Salvador. A publicação da Editora da Universidade do Estado da Bahia (Eduneb) tem patrocínio da Braskem e foi impressa em Vitopaper®, papel sintético produzido a partir de plásticos reciclados pós-consumo. Durante o evento, que ocorre no Espaço Cultural da Barroquinha, na Praça Castro Alves, a partir das 18h30, será realizado um bate-papo com o autor do livro, seguido de sessão de autógrafos e de um pocket show com os músicos Cláudia Cunha e Carlos Barros, que irão interpretar canções do cantor e compositor baiano que inspiraram o livro.

Em 200 páginas, o livro ressalta os personagens das canções de Caymmi, conhecidas justamente pela referência a pescadores, baianas, orixás, mulheres sambadeiras, entre outros. “Não há na bibliografia sobre Dorival Caymmi um livro reunindo uma leitura sobre a composição desses personagens em suas canções, daí a minha curiosidade em conhecê-los mais”, afirma o professor de Literatura da Universidade do Estado da Bahia (UNEB).

Caymmianos é fruto de cinco anos de pesquisas do autor. A primeira fase teve inicio em 2010, com a participação de bolsistas e foi de coleta de informações em livros, jornais e revistas, que resultou em um banco de dados não somente sobre Dorival Caymmi, mas sobre a música negra produzida na Bahia. “A partir dessas informações sobre relações etnorraciais, de gênero, culturais e sociais no período em que Caymmi viveu em Salvador, ou mesmo histórias antigas contadas a ele, escrevi os perfis dos personagens”, explica o escritor que levou dois anos para concluir a obra.

O livro traça dez perfis de personagens variados com base em uma recorrência de figuras mais ou menos conhecidas na obra de Dorival Caymmi. Além de personagens originais, inspirados em homens e mulheres reais, como João Valentão e Mãe Menininha do Gantois, tem também Gabriela e Tereza Batista, personagens de ficção de Jorge Amado, mas foram recriados por Caymmi para trilhas sonoras de minisséries e novelas adaptadas de romances do escritor e amigo.

 

Ilustrações exclusivas e foto de capa inédita

A publicação é ilustrada por dez renomados artistas plásticos e visuais, entre pintores e fotógrafos, que a partir das canções escolhidas para o livro, criaram as ilustrações para os personagens. Entre os artistas estão nomes como, o de Juarez Paraíso, Juraci Dórea, Goya Lopes, J. Cunha, Adenor Gondim, Hirosuke Kitamura, Ieda Oliveira, Elias Santos, Anderson AC e Felipe Goes, além do próprio músico. “Caymmi também foi pintor e alguns desses personagens foram desenhados e pintados por ele, o que mostra a inventividade do artista também nas artes plásticas”, ressalta Marielson.

O livro traz na capa, ainda, uma foto inédita de Dorival Caymmi feita na década de 1970, por Carlos Filho, fotógrafo pernambucano, radicado no Rio de Janeiro. A imagem foi tirada em Rio das Ostras (RJ), onde Caymmi tinha casa de veraneio. “A foto é inédita em publicações e mostra um Caymmi místico, vestido de branco, colares e guias no pescoço, concentrado olhando para suas mãos em concha”, descreve o escritor.

Mestre em Letras pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e doutorando em Literatura e Cultura, pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), há 17 anos Marielson se dedica a pesquisar sobre a obra de Dorival Caymmi. Já em seu primeiro livro Acontece que eu sou baiano: identidade e memória cultural no cancioneiro de Dorival Caymmi (EDUNEB, 2009), Marielson produziu uma biografia crítica, que aborda a baianidade do compositor a partir da relação entre experiência pessoal e produção musical.

Rafael Veloso

É editor do Site Rafael Veloso.com.br. Jornalista formado pelo Centro Universitário da Bahia – Estácio / FIB, em 2009. Tem experiência com produção de rádio e TV, passagem por veículos impressos e sites. Atua em assessoria de imprensa desde 2010.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *