Mostra Prêmio Braskem de Teatro traz de volta a cartaz espetáculos concorrentes

De 12 de maio a 10 de junho, a quarta edição da Mostra Prêmio Braskem de Teatro traz de volta a cartaz em Salvador, os 10 espetáculos concorrentes em 2017 da mais tradicional premiação das artes cênicas baianas. Sete teatros da capital baiana serão ocupados pela programação da Mostra, que reapresenta as peças: De Um Tudo, Mesmo Sem Te Tocar, Uma Mulher Impossível, Traga-me a Cabeça de Lima Barreto e Um Vânia, De Tchekhov, além dos espetáculos infantojuvenis Bonito, Com o rei na barriga, Passaredo Passarinholas, Sobre o menino que queria voar, Virgulino Menino, Futuro Lampião.

Os ingressos a preços populares custam R$ 20 (inteira) a R$ 10 (meia entrada) e podem ser adquiridos pelos sites www.compreingressos.com (teatros Módulo e Jorge Amado) e www.ingressorapido.com.br (Teatro Vila Velha) ou nas bilheterias dos teatros.  Os vencedores do Prêmio Braskem de Teatro serão conhecidos durante cerimônia, que será realizada no mês de junho, no palco principal do Teatro Castro Alves, em Salvador. A mostra é organizada pela Caderno 2 Produções e patrocinada pela Braskem e Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda.

Confira programação completa da 4ª Mostra Prêmio Braskem de Teatro

Espetáculo: Passaredo Passarinholas

Local:  Teatro Martim Gonçalves (Av. Araújo Pinho, 292, Canela)

Data: sábado e domingo (dias 12 e 13/05)

Horários: às 11h e 16h

Classificação: Livre

Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro na categoria: espetáculo infantojuvenil

Sinopse: Inspirado nas narrativas populares dos griôs o espetáculo de contação de histórias utiliza elementos do universo infantil ressignificando os brinquedos populares para dar teatralidade aos contos. Explica a origem das coisas segundo a ancestralidade das tradições orais. Reúne três contos que tem histórias de pássaros como mote principal. O primeiro, de domínio público africano, “O Pássaro-escrivão” conta o surgimento do primeiro contador de histórias e de como as histórias ouvidas tornaram-se histórias escritas perpetuando os saberes. O segundo “O Roubo do Fogo”, recolhido da oralidade indígena relata como os homens antigamente roubaram o fogo dos urubus tendo como herói o menor de todos os guerreiros e, por fim, “A Menina e o Pássaro Encantado” de Rubem Alves, narra a amizade entre uma menina e seu pássaro revelando a importância do respeito e da liberdade para que o amor dure.

Espetáculo: Virgulino Menino, Futuro Lampião

Local: Teatro Módulo (Av. Prof. Magalhães Neto, 1177, Pituba)

Data: Domingos, dias 13, 20, e 27/05 e 03/06

Horários: às 16h

Classificação: Livre

Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro na categoria: espetáculo infantojuvenil

Sinopse: História fictícia da infância de um dos maiores mitos do Nordeste: o cangaceiro Lampião. A montagem é repleta de elementos poéticos típicos do Nordeste e do sertão brasileiro, como a Poesia de Cordel, o Forró, Xaxado, Galope, Xote, Emboladas e muito mais. A história gira em torno de uma caixa cheinha de joias encontrada por Lino e seu irmão Antonio no meio da caatinga. A partir daí ele resolve enfrentar muitos desafios para tentar devolver a caixinha ao dono, o temido Coronel Justino de Jesus. Agora, o corajoso menino, terá uma aventura encantadora pela frente, seja fugindo das loucuras de dois cangaceiros muito engraçados, caçando onça, acompanhando a volante da polícia que procura os ladrões da caixinha, conversando com mandacarus encantados, ajudando muitas pessoas pelo caminho e até escapando das chibatadas do próprio Coronel.

Espetáculo: Um Vânia, De Tchekhov

Local:  Teatro do Goethe-Institut (ICBA) (Av. Sete de Setembro, 1809, Corredor da Vitória)

Data: de quinta a domingo, de 17 a 20/05

Horários: às 19h30

Classificação: Livre

Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro na categoria: espetáculo adulto, direção (Gil Vicente Tavares), ator (Marcelo Flores e Marcelo Praddo) e atriz (Isadora Werneck)

Sinopse: Um Vânia, de Tchekhov foi concebido como uma homenagem da Cia de Teatro da UFBA a Gideon Rosa, sendo a primeira montagem do grande autor russo feita pela Cia. Numa parceria com o Teatro NU e atores convidados, o espetáculo é uma versão de um dos maiores clássicos do teatro mundial. Essas cenas da vida do campo retratam as frustrações de uma decadente família na virada do século XIX para o XX, retratando o cotidiano de amores não-correspondidos e vidas não vividas.

Espetáculo: Mesmo Sem Te Tocar

Local: Teatro Martim Gonçalves (Av. Araújo Pinho, 292, Canela)

Data: de sexta a domingo, de 18 a 20/05

Horários: sexta e domingo, às 20h e sábado, às 17h e 20h

Classificação: 12 anos

Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro nas categorias: Espetáculo Adulto, Ator (Fernando Santana), Texto (Fernando Santana) e Revelação (Agamenon de Abreu pela Direção do espetáculo)

Sinopse: Léo, um artista de rua, trava uma busca incessante por Tereza. Através de uma fenda do tempo, ele rompe as barreiras de tempo e espaço para reencontrar a mulher que ama. Em meio a essa busca, Léo provoca questionamentos a respeito do amor, indagando-se inclusive, se esse sentimento, na verdade, não é uma fragilidade psicológica. Um delírio, talvez. Mas tudo muda de contexto quando ele consegue reencontrar sua amada, pois se depara com o inesperado. Com texto e atuação de Fernando Santana e Direção de Agamenon de Abreu, a peça é cercada pelo universo do palhaço e aborda de forma onírica e com muito humor as peripécias de um amor, por vezes, traiçoeiro.

Espetáculo: Sobre O Menino Que Queria Voar

Local: Teatro Jorge Amado (Av. Manoel Dias da Silva, 2177, Pituba)

Data: sábados e domingos, dias 19, 20, 26 e 27/05

Horários: às 16h

Classificação: Livre

Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro na categoria: Espetáculo Infantojuvenil

Sinopse: A peça propõe um reencontro de cada indivíduo consigo mesmo: o ser criança e o adulto. A proposta é despertar o público para o desejo do que se almeja ser em confronto com o que nos tornamos diante de um mundo mecanizado. Desta forma, Pedro, um rapaz honesto e trabalhador, vive em dias iguais no Mundo da Comunlândia. Em certo dia, repentinamente, encontra um garoto que causa um conflito em sua vida: é o momento de se reinventar ou Pedro deixará de existir.

Espetáculo: Com O Rei Na Barriga

Local: Teatro Molière (Av. Sete de Setembro, 401, Barra)

Data: Domingos, dias 20 e 27/05 e 03 e 10/06

Horários: às 11h

Classificação: Livre

Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro na categoria: Espetáculo infantojuvenil e Revelação (Leonardo Teles por cabelos e maquiagem do espetáculo)

Sinopse: Trata-se da história de Jourdanzinho, um garoto que acaba de entrar na adolescência. Ele possui uma visão distorcida do mundo e das relações com o outro, fruto da permissividade dos pais na construção do seu caráter. Com grande dificuldade de socialização, Jourdanzinho “compra” amigos, que dele só se aproximam para explorá-lo. Coisa que não percebe. Não vai à escola, mas almeja ser culto e sábio. Ele crê que pode comprar conhecimento, sem, contudo, se dedicar ao aprofundamento do estudo. Sua formação é feita por professores particulares, que não conseguem executar suas tarefas por conta dos caprichos do garoto. Toda a trama se resume no desejo do protagonista de se tornar figura de importância para a corte e para a realeza, e o caminho para isto seria casar-se com Dorimène, Marquesa de grande prestígio local. Uma série de situações cômicas são criadas e as relações travadas com os professores, os empregados e a família alcançam o absurdo.

Espetáculo: Uma Mulher Impossível

Local: Teatro ICBA (Av. Sete de Setembro, 1809, Corredor da Vitória)

Data: De quarta a sábado, de 23 a 26/05

Horários: 20h

Classificação: 16 anos

Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro nas categorias: Espetáculo adulto, Atriz (Mariana Moreno), Direção e Texto (Djalma Thürler)

Sinopse: Uma mulher enclausurada, com desejos reprimidos é a personagem do espetáculo Uma Mulher Impossível, mais um investimento do dramaturgo Djalma Thürler no diálogo entre o teatro e as subalternidades, afinal, em pleno século XXI, ainda tomamos atitudes que estimulam o patriarcado e o machismo, a repressão das práticas de liberdade feminina e a livre defesa das ideias das mulheres. O espetáculo é um manifesto estético, poético, ácido e provocante para um novo feminismo, um convite a se pensar, em nome de todas as mulheres, sobre o machismo, a violência e a pornografia feminina.

Espetáculo: Traga-me a Cabeça de Lima Barreto

Local: Teatro Gregório de Mattos (Praça Castro Alves, s/n, Centro)

Data: De quinta a domingo, de 24 a 27/05

Horários: às 19h

Classificação: 14 anos

Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro nas categorias: Espetáculo adulto, Ator (Hilton Cobra) e Texto (Luiz Marfuz)

Sinopse: Inspirada livremente na obra de Lima Barreto (13/5/1881 * 1/11/22), especialmente em Diário Íntimo e Cemitério dos vivos, “Traga-me a cabeça de Lima Barreto” é um monólogo teatral, com interpretação de Hilton Cobra, autoria de Luiz Marfuz e direção de Fernanda Júlia, que reúne trechos de memórias impressas em suas obras, entrecruzadas com livre imaginação. O texto fictício tem início logo após a morte de Lima Barreto, quando eugenistas exigem a exumação do seu cadáver para uma autópsia a fim de esclarecer “como um cérebro inferior poderia ter produzido tantas obras literárias – romances, crônicas, contos, ensaios e outros alfarrábios – se o privilégio da arte nobre e da boa escrita é das raças superiores?”. A partir desse embate com os eugenistas, a peça mostra as várias facetas da personalidade e da genialidade de Lima Barreto, sua vida, família, a loucura, o alcoolismo, sua convivência com a pobreza, sua obra não reconhecida, racismo, suas lembranças e tristezas.

Espetáculo: De Um Tudo

Local: Teatro Jorge Amado (Av. Manoel Dias da Silva, 2177, Pituba)

Data: De quarta a sexta, de 06 a 08/06

Horários: quarta e quinta, às 20h e sexta-feira, às 19h e às 21h

Classificação: 14 anos

Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro na categoria: Espetáculo Adulto, Direção (Fernando Guerreiro), Texto (Alan Miranda e Daniel Arcades), Revelação (Ana Mametto como Atriz) e Especial (Gerônimo Santana pela composição musical do espetáculo)

Sinopse: Inspirado no livro Dicionário de Baianês, do escritor Nivaldo Lariú, o espetáculo De Um Tudo, dirigido por Fernando Guerreiro discute a baianidade para além dos rótulos e propõe uma reflexão sobre a linguagem e os costumes do baiano. Com um humor crítico, revela cenas do cotidiano, personagens, imagens e linguagem do nosso povo.

Espetáculo: Bonito

Local: Teatro Vila Velha (Av. Sete de Setembro, s/n, Passeio Público, Campo Grande)

Data: Sábado e domingo, dias 09 e 10/06

Horários: às 11h e às 16h

Classificação: Livre

Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro na categoria: Espetáculo infantojuvenil

Sinopse: O que é Bonito pra você? Esta pergunta moveu inicialmente a criação do projeto que compreende a estreia de um espetáculo de dança-teatro e o lançamento de um livro. Em cena, seis criadores reelaboram a imagem grotesca e assustadora dos monstros de infância e dão voz e movimento a novos monstros que são em si a força intima de cada um. O que em mim assusta e incomoda, mas é ao mesmo tempo minha potência? Adotando, então, essa premissa, de que nossos monstros são nossas potências, o espetáculo parte das memórias de criança dos intérpretes, suas brincadeiras e modos de se relacionar. A ideia é possibilitar outros olhares menos dicotômicos acerca da infância e os vestígios que ela deixa nos adultos.

Rafael Veloso

É editor do Site Rafael Veloso.com.br. Jornalista formado pelo Centro Universitário da Bahia – Estácio / FIB, em 2009. Tem experiência com produção de rádio e TV, passagem por veículos impressos e sites. Atua em assessoria de imprensa desde 2010.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *