Festival Ibero-América apresenta produção teatral do interior da Bahia

Começa nesta sexta-feira (5) e vai até dia 14 o Festival Identidades Ibero-América – Cena Baiana – Outras paisagens. O Festival é uma mostra panorâmica que apresenta a diversidade e pluralidade do teatro produzido no interior da Bahia. Realizado nas plataformas digitais, a Mostra acontece às 20h, de segunda a sexta; e aos sábados e aos domingos, às 19h, para os espetáculos adultos. Nos dias 7 e 14 de fevereiro, às 16h, acontecerão espetáculos infantis.

“A tônica da mostra é o teatro comprometido com as questões da identidade, ligadas ao contexto da diversidade cultural e ao âmbito ibero-americano em permanente diálogo nos seus territórios com as tradições culturais e as questões políticas, históricas e sociais”, ressalta o diretor teatral e dramaturgo baiano, Paulo Atto.

Para assistir os espetáculos e atividades do Festival é só acessar o canal REI – RedEscenaIberoamericana no YouTube ou pela página do Festival de Teatro da Caatinga (@festivaldeteatrodacaatinga) no Facebook. Não é necessária inscrição para participar das atividades. O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia, através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia), via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.

O Festival Identidades Ibero-América – Cena Baiana – Outras paisagens será desenvolvido em três âmbitos: Mostra Cena Baiana/Outras Paisagens, com cinco grupos de teatro do interior do estado da Bahia, mais um grupo da capital; Mostra Internacional de teatro dos países ibero-americanos com produções do México, Colômbia, Espanha, Argentina e Portugal; e Diálogos de Intercâmbio, que acontecem nos dias 5, às 19h, e 14, às 17h.

Fazem parte da programação: O avô e o rio, de Salvador, com o ator Israel Barreto; A Travessia do Grão Profundo, de Irecê, município do sertão baiano, documentário sobre o espetáculo homônimo com o Núcleo Caatinga da Cia Avatar; Teodorico Majestade – A última live de um prefeito, do Teatro Popular de Ilhéus – TPI, do litoral sul; Pelejas de Zezim Siriema e Baltazar na Feira, do Grupo de Teatro Mistura de Ibotirama, território do Velho Chico; As Carpideiras, do grupo Lamparinas do Sertão de Seabra, da Chapada Diamantina; e Exu a Boca do Universo, do NATA de Alagoinhas, do Território do Litoral Norte e Agreste Baiano.

Na mostra Ibero-americana será exibido o documentário sobre o espetáculo Frida Kahlo, com a atriz mexicana Cora Cardona, que aborda a obra e vida da artista mexicana. Além do festival online haverá dois encontros que vão promover diálogos sobre as trilhas possíveis da dramaturgia baiana e sobre os modos de produção dos grupos em seus países e contextos político-econômicos e sociais.

Rafael Veloso

Jornalista formado pelo Centro Universitário da Bahia - Estácio em 2009. É editor-chefe do site Rafael Veloso.com.br desde 2003. Atuou com produção de programas de TV e rádio, tem experiência com web jornalismo e há 11 anos trabalha com Assessoria de Comunicação Interna e Externa.

2 thoughts on “Festival Ibero-América apresenta produção teatral do interior da Bahia

  • 05/03/2021 em 08:26
    Permalink

    Patrícia, obrigado pelo carinho. Trabalhamos sempre para trazer o melhor para nossos leitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *