Evandro Teixeira – Instantâneos da Realidade (Resenha)

A história de vida e a trajetória profissional de um dos mais renomados fotógrafos do jornalismo brasileiro é o que mostra o documentário Evandro Teixeira – Instantâneos da Realidade (2003), dirigido por Paulo Fontenelle.

O diretor, através de uma minuciosa pesquisa sobre a vida e obra do fotojornalista, o desde sua infância humilde na cidade de Irajuba – BA e através de depoimentos de amigos, colegas e familiares de Evandro Teixeira, a exemplo da mãe, dona Nazinha e suas filhas, a também fotógrafa Adryana Almeida e a jornalista Carina Caldas, chega aos dias atuais.

O documentário conta o inicio da carreira no jornal carioca Diário da Noite em 1958, sua ida para o Jornal do Brasil, em 1963, onde trabalhou com o fotógrafo Rogério Reis, então editor de fotografia do JB.

Instantâneos da Realidade coleciona histórias e imagens, na sua maioria em preto e branco, que congelaram momentos marcantes da carreira de Evandro Teixeira. Momentos que se misturam com a história cultural e política mundial. A importância internacional do fotógrafo, algumas vezes mais valorizado fora do país do que aqui dentro, é apontada no depoimento de sua filha Carina Caldas. Entre os demais entrevistados no documentário estão os fotógrafos Sebastião Salgado e Walter Lessa, com quem Evandro teve suas primeiras noções de fotografia.

Estão presentes, ainda, o cantor e compositor Chico Buarque, que relembra um esforço de reportagem de Evandro para fotografa-lo ao lado de Tom Jobim e Vinícius de Moraes, deitados sobre uma mesa de bar.

Através de suas lentes Evandro Teixeira, registou os mais variados temas, como os horrores da Ditadura Militar no Brasil, em 1964; o golpe no Chile que culminou com a queda do presidente Salvador Allende, em 1933; a primeira visita do Papa João Paulo II ao Brasil, em 1980. Cobriu também desfiles de moda em Paris, Copas do Mundo, Jogos Olímpicos, além de ter acompanhado vários presidentes da República.

Vanguardista

O fotógrafo passou a ditar moda nas coberturas esportivas da Fórmula I, quando em 1992, fotografou o piloto brasileiro Aírton Sena em um super close. A partir deste momento, esse recurso passou a ser largamente utilizado por outros profissionais, para mostrar toda a tensão e expectativas dos pilotos minutos antes das corridas.

Foi também no ano de 1992, que durante a Conferencia Mundial de Ecologia – mais conhecida como “Eco 92” -, que conseguiu furar o bloqueio da organização do evento e do alto de um guindaste fotografou os principais chefes de Estado posando para a fotografia oficial do encontro.

Até hoje na ativa como fotógrafo do Jornal do Brasil, Evandro continua nos encantando com o seu olhar apurado. Seus ensaios fotográficos já foram lançados em alguns livros, como Canudos 100 anos (1997) e Fotojornalismo, uma coletânea de sua carreira jornalística.

Filha Técnica:

Título Original: Evandro Teixeira – Instantâneos da Realidade

Gênero: Documentário

Origem/Ano: BRA/2003

Duração: 76 min

Produção: Canal Imaginário

Direção e Roteiro: Paulo Fontenelle

Direção de Produção: Mariângela Furtado

Assistência de Direção: Carolina Antonucci

Produção Executiva: Cleyde Afonso

Pesquisa: Paulo Fontenelle e Patrícia de Gomensoro

Trilha Sonora: Marcos Souza

Fotografia: Cleisson Vidal e Marcio Bredariol

Som: Joel Hilário


REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

Acesso em: Fevereiro/2007

Acesso em: Fevereiro/2007

Acesso em: Fevereiro/2007

Rafael Veloso

Jornalista formado pelo Centro Universitário Estácio da Bahia - Estácio FIB em 2009. É editor do site Rafael Veloso.com.br desde 2003. Atuou em produção de programas de TV e rádio, tem experiência com web jornalismo e há 11 anos trabalha com Assessoria de Comunicação Interna e Externa. E-mail: contato@rafaelveloso.com.br.