Projeto Juventude Pataxó vai qualificar 300 jovens indígenas

Cerca de 300 jovens baianos da etnia pataxó da Costa do Descobrimento, das Aldeias Indígenas de Coroa Vermelha (município de Santa Cruz de Cabrália) e Aldeia Velha (Porto Seguro) serão qualificados através de cursos profissionalizantes promovidos pelo Projeto Juventude Pataxó.
O projeto, promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes), será lançado hoje, 26 de fevereiro, no Centro Cultural do Comércio Indígena Pataxó de Coroa Vermelha, às 17h.
O projeto Juventude Pataxó tem a função de orientar os jovens quanto às questões relevantes para promover a sua inclusão social, bem-estar físico e desenvolvimento psicosocial, através de oficinas pedagógicas – saúde sexual e reprodutiva, meio ambiente, cidadania, álcool e drogas, reforço escolar, entre outras.
Os investimentos chegam a R$ 795,8 mil durante 12 meses de atividades, que capacitará esses jovens em metodologias participativas e na elaboração e execução de planos de ação, para atuarem como “Agentes de Desenvolvimento Comunitário”, intervindo e participando nos núcleos familiares, escolares e na comunidade em que estão inseridos.
Outra proposta é a inclusão destes jovens através de cursos de qualificação sócio-profissional nas áreas de Corte e Costura e Pintura Pataxó; Fabricação, Gestão e Comercialização da Produção, Informática com Gestão, Etnoturismo Pataxó, Eletricista e Encanador.

Rafael Veloso

Jornalista formado pelo Centro Universitário Estácio da Bahia - Estácio FIB em 2009. É editor do site Rafael Veloso.com.br desde 2003. Atuou em produção de programas de TV e rádio, tem experiência com web jornalismo e há 11 anos trabalha com Assessoria de Comunicação Interna e Externa. E-mail: contato@rafaelveloso.com.br.