Suspeita de vazamento anula segunda fase de exame da OAB

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) decidiu, neste domingo (7), anular em todo o país a segunda fase do exame de Ordem, que habilita bacharéis de Direito a exercer a advocacia.
A decisão de suspender o exame foi tomada porque, no dia 28 de fevereiro, um candidato foi flagrado em Osasco (SP) com as respostas de cinco questões da prova de direito penal escritas em uma folha de papel escondida em um livro de consulta.
Ele foi retirado da sala, mas não revelou como conseguiu as informações. Segundo presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcante, a Polícia Federal investiga o caso, que está em sigilo, e também há uma sindicância interna no Cespe, entidade organizadora do exame, ligada à Universidade de Brasília (UnB).
Uma nova prova foi marcada para o dia 11 de abril. Os cerca de 18,5 mil candidatos não terão de fazer nova inscrição e serão comunicados da data por meio de editais publicados em jornais de grande circulação pelo Cespe.
É a primeira vez que o exame é realizado de forma unificada em todo o país. Na segunda fase do exame, o candidato escolhe a área em que pretende fazer a prova, com cinco questões discursivas e um texto chamado de peça processual.
Fonte: Agência Brasil

Rafael Veloso

Jornalista formado pelo Centro Universitário Estácio da Bahia - Estácio FIB em 2009. É editor do site Rafael Veloso.com.br desde 2003. Atuou em produção de programas de TV e rádio, tem experiência com web jornalismo e há 11 anos trabalha com Assessoria de Comunicação Interna e Externa. E-mail: contato@rafaelveloso.com.br.