VI Panorama Internacional homenageia os 100 anos de cinema baiano

Com o tema 100 Anos de Cinema da Bahia, começa nesta quinta-feira (dia 27) o VI Panorama Internacional Coisa de Cinema. Já na abertura, às 20h, no Espaço Unibanco de Cinema Glauber Rocha, em Salvador, os premiados diretores Vincent Carelli, do documentário Corumbiara, e o espanhol José Luis Guerín, de Trem de Sombras, irão conversar com a plateia após a exibição dos filmes.

Nesta edição do evento, mostras especiais irão homenagear grandes diretores do cinema nacional e internacional, como os cineastas Akira Kurosawa e Eric Rohmer (morto no ano passado). Os 70 anos de Orlando Senna serão comemorados com uma retrospectiva da carreira do diretor.

O primeiro longa-metragem baiano, Redenção, de Roberto Pires, será exibido pela primeira vez após ser recuperado, na mostra Filmes Restaurados do Cinema Brasileiro. Compõem, ainda, essa mostra os longas Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964), de Glauber Rocha; Macunaíma (1969), de Joaquim Pedro de Andrade; O Homem que Virou Suco (1979), de João Batista de Andrade e A Hora da Estrela (1985), de Suzana Amaral.

Em 2010, a mostra competitiva do panorama terá sete longas-metragens e 16 curtas. No total, foram cerca de 480 produções audiovisuais inscritas. A programação completa está disponível no site www.coisadecinema.com.br.

VI Panorama Internacional homenageia os 100 anos de cinema baiano
As filmagens de “Redenção”, primeiro longa-metragem produzido na Bahia, em 1959. Foto: Divulgação

Rafael Veloso

Jornalista formado pelo Centro Universitário Estácio da Bahia - Estácio FIB em 2009. É editor do site Rafael Veloso.com.br desde 2003. Atuou em produção de programas de TV e rádio, tem experiência com web jornalismo e há 11 anos trabalha com Assessoria de Comunicação Interna e Externa. E-mail: contato@rafaelveloso.com.br.