Museu na Bahia proporciona viagem na história do Brasil Colônia

Proporcionar ao visitante uma viagem na história pelo período do Brasil Colônia, é o que promete o Museu Garcia D´Ávila, que fica dentro do Parque Histórico e Cultural da Fundação Garcia D´Ávila, em Praia do Forte, no município de Mata de São João, na Região Metropolitana de Salvador. Apesar de já está aberto ao público desde fevereiro, a inauguração oficial acontece, nesta sexta-feira (dia 24), às 17h, somente para convidados.

Durante a inauguração, será exibido pela primeira vez um video mapping concebido e realizado pelos VJs Gabiru, Grazi e Spetto, que irá projetar nas ruínas do castelo imagens poéticas da exuberante vegetação nativa da região e também trechos da saga da família Garcia D’Ávila. A exibição acontecerá aos sábados, domingos e feriados, das 18h às 19h.

“Essa inauguração é um divisor de águas da fundação, que acaba de completar 40 anos. Com isso, a gente inaugura um capítulo que une turismo e história. Falar da origem do Brasil é falar da história da família Garcia D´Ávila. No museu, a gente fala da miscigenação dos negros, índios, portugueses, conta como nasceu o povo brasileiro”, salienta Geisy Fiedra, presidente da Fundação Garcia D’Ávila.

Com muita tecnologia e inovação, o museu conta toda a história do espaço e da família Garcia D’Ávila. Um clã que desbravou toda a região e construiu um forte, em 1551, a Casa da Torre, também conhecida como Castelo Garcia D´Ávila, que até hoje é fonte de referência histórica para todos os brasileiros. Ela foi a segunda residência fortificada do Brasil, antecedida apenas pelo antigo Castelo de Duarte Coelho, em Pernambuco.

Em um ambiente totalmente climatiza, o público poderá conhecer a história de pelo menos dez gerações da família Garcia D’Ávila. O espaço conta com achados arqueológicos datados do período colonial, entre os séculos XVI e XIX, maquetes, vídeos com depoimentos de historiadores e antropólogos, informações interativas em que o público poderá conhecer personagens históricos, além de uma simulação das naus que trouxeram os portugueses para as terras brasileiras.  

Mas nem só de museu vive o Parque Histórico e Cultural. O espaço tem também a Sonora Gameleira e a Sonora Capela. Ao se aproximar da árvore centenária, a gameleira, que faz parte da área verde do local, o visitante conhecerá a história do início da colonização do Brasil. Já em relação à Capela Nossa Senhora da Conceição, a Capela Sonora, ao pisar em suas dependências um jogo de som e luzes de variadas cores será acionado.

Para receber o público, o espaço vai obedecer todos os protocolos sanitários exigidos pelos decretos oficiais, como testagem da temperatura, uso da máscara, higienização das mãos, distanciamento social e número limitado de visitantes.

A construção do Museu Garcia D’Ávila foi toda acompanhada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, já que a edificação de quase 500 anos foi tombada em 1937.

Serviço:

O quê: Museu Garcia D’Ávila

Onde: Rua Direto do Castelo, s/n, Praia do Forte, Mata de São João – BA

Quando: visitação de quarta a domingo e feriados, das 10h às 16h30. Agendamento pelo (71) 98791-5170 ou pelo e-mail: agendamento@fgd.org.br

Quanto: ingresso R$ 30 (Inteira) e R$ 15 (Meia-entrada)

Rafael Veloso

Jornalista formado pelo Centro Universitário Estácio da Bahia - Estácio FIB em 2009. É editor do site Rafael Veloso.com.br desde 2003. Atuou em produção de programas de TV e rádio, tem experiência com web jornalismo e há 11 anos trabalha com Assessoria de Comunicação Interna e Externa. E-mail: contato@rafaelveloso.com.br.