Zabelê e Carlinhos Brown lançam nova versão de clássico dos Novos Baianos

A cantora Zabelê, filha dos músicos Baby do Brasil e Pepeu Gomes, acaba de lançar junto com Carlinhos Brown uma nova versão para a música Preta Pretinha, clássico do grupo Novos Baianos. A gravação original de 1972 integra o álbum Acabou Chorare, considerado pela revista Rolling Stone como o maior disco brasileiro de todos os tempos. A nova roupagem da canção, composta por Moraes Moreira e Luiz Galvão, ganhou videoclipe no canal oficial da cantora no YouTube (Ver abaixo).

Escolher essa canção como a primeira de trabalho do seu terceiro álbum solo foi a forma como Zabelê quis homenagear o grupo tropicalista, no qual seus pais foram integrantes. “Pra mim está sendo uma grande honra e realização gravar ‘Preta pretinha’, além de ser uma grande responsabilidade. Mas, mais do que tudo, ela mexe com meu coração, sentimento e memória. Eu resolvi fazer uma nova versão ao meu estilo, com um jeito mais moderno e atual. É uma música que nunca vai sair de moda, obviamente, mas eu a fiz com outro arranjo”, relata Zabelê.

Com intenção de aproximar a obra para a sua personalidade – trazendo de volta elementos pop do grupo SNZ, girl band que a lançou para o mercado em 1997, junto com as irmãs Sarah Sheeva e Nãna Shara, Zabelê convidou o cantor, compositor e multi-instrumentista Carlinhos Brown para o dueto. “Eu sabia que ele teria o mesmo sentimento e amor que eu tive em cantar. Nós não conseguimos nos encontrar em estúdio por causa da Covid-19 e tudo mais, mas nos encontramos para gravar o videoclipe. Foi um trabalho em conjunto entre eu, ele e o produtor Wagner Fulco. A gente conseguiu criar uma sinergia musical muito boa”, comemora a cantora.

Após o convite para participar da canção, Brown afirma ter buscado modos de também ressignificar a obra, oferecendo novos caminhos. “Muito bom fazer parte de tudo isso. Estar atento a tudo que traz e rememora os Novos Baianos é uma forma de me renovar. Agora essa renovação vem através de Zabelê, que para comemorar todo esse movimento da nossa história musical e seu berço ancestral com Pepeu e Baby, gravou ‘Preta Pretinha’ e me chamou pra cantar junto. Um convite inegável e que muito me honra”, declara o Cacique do Candeal.

Para reforçar a equipe de criação musical da canção, Zabelê escolheu o produtor e diretor artístico Wagner Fulco, que já produziu diversos nomes como Elton John, Alanis Morissette, Bob Dylan, Guns N’ Roses, Ricky Martin, Luciano Pavarotti, Snoop Dog, entre outros artistas. Radicado há mais de 20 anos nos Estados Unidos, Fulco também é o produtor do novo álbum da cantora e adorou a ideia de trazer um som mais pop para o projeto.

“Pessoalmente, eu realmente gostava do lado eletrônico e dançante da época em que ela cantava no grupo SNZ. Por isso, eu sugeri que ela fizesse uma homenagem aos pais dela, mas com uma outra roupagem. Nós ficamos surpresos com a disponibilidade do Carlinhos para participar da música. O rap inédito que ele trouxe para a canção ficou maravilhoso”, afirma o produtor.

Em sua versão original, Preta Pretinha é cantada pelo músico Moraes Moreira, que faleceu no ano passado. Para encerrar os créditos finais do videoclipe, a memória do cantor é celebrada com uma mensagem especial e caricatura feita especialmente para o projeto audiovisual. “As pessoas descobriram muitas coisas através do som dos Novos Baianos, com influência do rock e da guitarra baiana, trazendo também a veia pop. Eles tinham um misto disso tudo, da brasilidade com o MPB, a bossa nova através do João Gilberto, junto com o rock vindo dos arranjos do meu pai. Ou seja, era a guitarra do meu pai com o violão do Moraes. Uma verdadeira salada musical brasileira”, avalia Zabelê.