Documentário “A Meia Voz” sobre amizade e exílio chega às plataformas digitais

As perspectivas de duas mulheres sobre a amizade e o exílio é o que norteia o documentário cubano A Meia Voz, que chega às principais plataformas digitais brasileiras, nesta sexta-feira (dia 15). O longa acompanha a história de duas cineastas cubanas que fogem do país em busca de um futuro melhor. Anos mais tarde, elas se reencontram e compartilham suas memórias e a paixão pelo cinema, através de fotos, cartas e filmes, levando o espectador a mergulhar em suas vidas cotidianas vividas em diferentes países.

O longa documental foi escrito e dirigido por Heidi Hassan e Patricia Pérez Férnandez e reflete a situação dos refugiados da ilha, que foi governada por Fidel Castro durante quase 50 anos. “A migração é um processo doloroso, independentemente de onde você venha, mas no caso dos cubanos tem um componente adicional porque implica um duplo desenraizamento: o de sua cultura e fundo social e outro, do seu político-ideológico”, afirmam as diretoras.

O documentário autobiográfico foi o grande vencedor do Festival de Cinema Ibero-Americano de Fortaleza – Cine Ceará, em 2020. A Meia Voz ganhou o Troféu Mucuripe nas categorias de Melhor Longa-metragem e Melhor Montagem, para Heidi Hassan, Patricia Pérez Férnandez e Diana Toucedo. Como parte da premiação de melhor longa, o filme recebeu um prêmio em espécie para impulsionar a divulgação e distribuição do filme no país. Com distribuição da Synapse Distribution, A Meia Voz estará disponível para compra e aluguel nas plataformas de streaming Claro Now, Vivo Play, Amazon, Apple TV, Google Play e YouTube Filmes.

Serviço:

O quê: estreia nas plataformas digitais brasileiras do documentário A Meia Voz (A Media Voz

Quando: a partir desta sexta-feira, dia 15 de outubro

Onde: disponível para compra e aluguel nas plataformas de streaming Claro Now, Vivo Play, Amazon, Apple TV, Google Play e YouTube Filmes